rss
email
twitter
facebook

quarta-feira, agosto 08, 2007

Raks al Sharki


A “Raks al Sharki”, que significa Dança do Leste ou Dança Oriental (local onde nasce o sol) e é mais conhecida por “Dança do Ventre”, é a descoberta e o reencontro com a energia da vida e da expressão natural do corpo, dando ênfase à energia feminina, à sensibilidade e sensualidade dos seus praticantes.

Possui qualidades terapêuticas e artísticas pelos seus efeitos ao nível físico e psicológico e pela liberdade criativa conferida a quem a pratica. Todos os seus movimentos são orgânicos e baseados na locomoção, na expressão natural do corpo, na movimentação consciente e inconsciente das suas várias partes , isoladamente ou de modo combinado.

A amplitude dos movimentos desta dança vai desde a ondulação suave e lenta à vibração rápida e complexa de todos os músculos do corpo ou partes do mesmo, desenvolvendo no praticante a noção de controlo total sobre o seu corpo, de modo harmonioso e descontraído.

Existe a hipótese da dança ter nascido na Índia e ter sido posteriormente trazida para o Egipto por tribos ciganas ( “Gawazi”) que, sendo nómadas, puderam colher e assimilar elementos da cultura de muitos países por onde passavam.

Essas tribos eram sustentadas pelas suas Mulheres que cultivavam a Dança e a Música como ponte de união entre os membros do clã e uma arma poderosa de encanto e comunicação com as populações não ciganas. Depois de séculos percorrendo rotas variadas do Médio Oriente, Mediterrâneo e partes da Europa, esses Ciganos ter-se-iam fixado no Egipto onde a Dança se desenvolveu do ponto de vista artístico e terapêutico.

3 comentários:

joao disse...

dança tana, dança que te faz bem ao corpo e à alma :) eh eh eh


bj africa

maria disse...

'Tás mesmo com a pica tda né? qui fixiiiiiiiiiiiiii =)

ita disse...

o teu middle name n é "Sharki"? ;)

Facebook