rss
email
twitter
facebook

quarta-feira, agosto 15, 2007

Abri uma janela..


Plena e sem pensar em mais nada
Escrevo ja em horario avançado mas sem qualquer preocupação no tempo..perdida mas encontrada num espaço só meu, partilhado por mil pessoas e mais que fossem, mas ainda assim sózinha,tao saborosamente sózinha!
Fechei uma porta, abri uma janela de onde posso ver todo um mundo colorido que nao deixei de reconhecer, eu simplesmente nao o conhecia! Tão maravilhoso que me envolve e me faz levitar,sem que precise de tapete voador!É mais poderoso que voar,que partilhar, que me perder e me encontrar..é tao ou mais maravilhoso que nascer!É quase renascer!
Não me aconteceu nada de muito importante, nao encontrei um trabalho, nao finalizei os meus estudos, nao vou ser mãe, nem casei (é isto a felicidade?), mas estou num mundo que possivelmente nao conseguirei descrever, por mais palavras que use, encontrei os meus momentos de felicidade num espaço sem limite,num tempo sem horas,numa musica com ritmo mas sem significado objectivo a menos que alguem me saiba traduzir, mas ao mesmo tempo com um significado muito seu!
Tantas vezes procurei um medicamento, uma pessoa, uma actividade para me satisfazer, e ela estava tao perto, tao dentro de mim desde sempre..
Lembro-me agora do meu album de fotografias quando era ainda bebé, e a minha mãe por baixo das minhas fotos dos primeiros anos escrevia a minha idade, o meu peso, a minha altura , as minhas brincadeiras, os amigos que me acompanharam, o nascimento das minhas irmãs.Para além da ilustraçao das fotos tinha a arvore genealogica da minha familia, até ao meu nascimento, à minha tao pobre, rica existência..e umas frases para completar.Entre estas estava: "Mostro aptidao para: bailarina"..
Segui Ciencia Animal, e gosto..gosto muito..nao me arrependo,mas é a dançar que sou eu mesma...com tudo aquilo que me caracteriza, e que nao consigo transmitir-vos..vou dançar para o resto da vida!

beijos para os meus amigos bloguistas e para todos os que estao perto de mim :)

11 comentários:

joao disse...

Muito bonito Africa :) cá estarei para te ver dançar, fotografar e claro comentar estas deliciosas postagens :)

beijo grande, mas mesmo mto grande

Eng. ERASER disse...

perto d ti ñ estou, mas sempre sou um amigo bloguista e sempre posso apanhar com uns beijos :p

Apenas keria comentar esta tua frase:
Não me aconteceu nada de muito importante, nao encontrei um trabalho, nao finalizei os meus estudos, nao vou ser mãe, nem casei (é isto a felicidade?)

s estas coisas ñ são felicidade, o k será então?
k felicidade maior do k akela k senti qd acabei o meu curso e arranjei o 1º emprego!!! ñ por achar k era mais ou melhor k algm, mas pk tinha acabado uma coisa a k m tinha proposto...
k felicidade maior k a k vi na cara dos meus irmãos qd s casaram...
k felicidade maior k a k vi nos olhos dos meus irmãos qd soube k iam ser pais...

S isto ñ é felicidade pergunto-t eu o k será!

Beijo grande,
Vitor (o terrivel)

joao disse...

Tens toda a razão Eraser :) se isso não é felicidade então o que será?? Acho que são os pequenos (grandes) objectivos que a nos vamos propondo ou que se nos propõem ao longo das nossas vidas que constroem aquilo a que chamamos felicidade. Claro que existe o revés da medalha, quando não conseguimos atingir os nossos objectivos, aí existe uma outra forma de felicidade, os amigos :), que compensa alguma da infelicidade ou frustação que então nos assalta. Mais do que tudo, a presença de amigos, familia, namorada, cão :) etc, são os verdadeiros factores que influenciam e constroem a verdadeira felicidade.

abraço para ti Eraser e,
um grande beijinho para Africa

Le soleil et la lune disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Le soleil et la lune disse...

O grande obstáculo da Humanidade é que as pessoas procuram SER felizes e a felicidade reside no ESTAR!!! Como é que eu podia perceber a felicidade de estivesse sempre feliz?Se a felicidade fosse um estado permanente deixaria de ter a magia que tem porque passaria a ser uma coisa tão banal como outra qualquer, passaria a ser um dado adquirido, e nós procuraríamos outra coisa qualquer que nos obrigasse a lutar e a acreditar e que nunca conseguiríamos ter por completo. Porque o Homem é isso mesmo, a procura constante por se superar e por tudo aquilo que sabe que nunca vai poder ter completamente.
Por isso o ESTAR feliz é muito importante...agora estou feliz, amanhã ñ estou tanto, no dia seguinte parece que a felicidade ñ conhece a minha morada, mas é precisamente a sua fuga desmesurada por entre os nossos dedos que a torna tão maravilhosa e procurada. E é porque ela se encontra nas pequeninas preciosidades do dia-a-dia que nem sempre reparamos nela.
Aprender a valorizar as pequenas coisas do quotidiano é, de facto, estar feliz. Querer SER feliz é uma utopia e, na minha opinião, uma destruição da verdadeira felicidade.

Tati disse...

Gostei mt do que li por aqui :)
Quanto à felicidade..era uma pergunta retorica, porque sei que se é/está feliz nesses momentos que enunciei, mas é mt mais do que isso, é nos pequenos momentos como diz o sol e a lua (manezita)
Eu a dançar estou feliz...e era isso que vos queria passar :)
mas gostei do debate! ihihi
beijos bloguistas!

Sempre que tiver vagar... disse...

A felicidade é tão relativa...
Amora dança e sê feliz se assim o és!Aproveita e delicia-te com esses pequenos sabores que nos fazem sorrir. Ainda bem que tens essa capacidade;)

Beijos!!!

Ana disse...

Tana, quero sempre ver-te a fazer aquilo que te faz FELIZ!
Dança sempre muito com a vida..

;)

Eng. ERASER disse...

eu tb danço mt... então com os copos danço k é um espetáculo... :p

joao disse...

O que interessa é dançar Eraser porque quem dança seus males espanta :) no teu caso, seus males evapora :)

ita disse...

espero partilhar mts danças.... mts felicidades...
"o mundo é feito d pequenos nadas" que todos juntos resultam em felicidade! beijo

Facebook