rss
email
twitter
facebook

sexta-feira, agosto 22, 2008

Uma questao de brilho!


Era uma vez duas estrelas: a estrela-nino e a estrela-nina.
Encontraram-se num céu quase vazio, numa noite de Outono.Estavam lado a lado, ainda que a muita distancia.
A estrela-nino pergunta-lhe:

- Estrelita, estás sozinha?
Responde-lhe ela:
- Nao, tu estás comigo, não estás?
Sorriem os dois e não dizem mais nada um ao outro nessa noite, como se tudo o que tivessem dito fosse suficiente.
O sol esconde-os um do outro durante o dia.

Na noite seguinte, aparece a Lua, que ilumina as estrelas que se portaram bem na noite anterior. A estrela-nino não vê a estrela-nina e preocupado pergunta à Lua:
- Desculpe incomoda-la, que se passou com a estrela que ontem estava ao meu lado, que fez ela de errado?
A Lua respondeu imponente:
- Fez o que qualquer estrela de luz e beleza não faz..quis brilhar demais..quis ser vista e admirada.
A estrela-nino fica a pensar algum tempo, lá para as 4 da madrugada, volta à Lua e pergunta:

- Quando vou voltar a vê-la?
- Ela está por aí, só não brilha. Se a encontrares diz-lhe aquilo que tens para lhe dizer.
A estrela-nino não perdeu tempo e sem perceber bem o que teria para lhe dizer, procurou em todas as constelações existentes naquele céu, naquela noite , dessa vez tão estrelada..Chamou por ela com luz, com voz, com musica!
Nenhuma estrela lhe respondeu. Cansado, desmotivado, triste e a sentir-se ja sem brilho, senta-se, baixa a cabeça e desabafa em voz alta:

- Ai estrela-nina..estás tão sozinha!
Ao lado ouvem-se risinhos e a voz diz-lhe:

- Nao estou sozinha, tu estás aqui comigo!
O ceu brilhou, piscaram três vezes todas as estrelas. Pelo menos foi o que eles viram. A alegria fê-los dançar abraçados como meninos que cresceram juntos num campo de margaridas.
A estrela-nino pergunta-lhe:
- Diz-me uma coisa..porque quiseste tu brilhar demais?
- Para que me visses para sempre!
Ele deita-se, com a cabeça no colo da estrelita e diz-lhe:
- Na tua simplicidade conheço-te, nas tuas palavras me conforto, e não há beleza neste céu que se iguale à tua..
Ela cheia de um Tudo, pergunta:
- Vais estar sempre comigo?
Ele, numa lágrima de doce céu responde, com toda a certeza na voz:

- Na infinidade deste céu, vou sempre procurar-te, achar-te, e estar contigo para a Eternidade!

Tânia G.

6 comentários:

isa disse...

ADOREIIIIIII
Maravilha minina!!!!

Ana disse...

É mesmo só uma questão de brilho...

:)

bejio*

Ana disse...

adorei Tana, acho que esta noite até sonhei com esta historia..

;)

Tana disse...

Oh tao doce a minha Ana...a serio?
Sinto-me honrada! :)
Um beijo no teu coraçao e no da Isa :)

helder disse...

bonito!

Nuno Veras disse...

- Na infinidade deste céu, vou sempre procurar-te, achar-te, e estar contigo para a Eternidade!

Tão bonito...

ADOREI! :)

Facebook